Banco de Sangue Paulista

Nossos Serviços

Aféreses Terapêuticas

Aféreses Terapêuticas ou Hemaféreses são processos de separação de células ou plasma do sangue com fins terapêuticos. Uma vez que estes componentes tenham sido separados, podem ser realizadas trocas de hemácias, trocas de plasma e remoção de células ou substâncias do plasma. O Banco de Sangue Paulista possui equipamentos automatizados e portáteis, permitindo a realização de aféreses teurapêuticas em pacientes graves, sem a necessidade de removê-los da UTI. Podem ser realizadas plasmaférese, leucocitaférese, trombocitaférese ou eritrocitaférese.

A Aférese Terapêutica é, na maioria dos casos, uma terapia complementar a outras terapias convencionais. Sua utilização tem sido encorajada pelos resultados positivos obtidos em diversos estudos clínicos. O principal requisito para a realização desse procedimento é o acesso venoso adequado. Geralmente é necessário o uso de catéteres de acesso venoso central de duplo lúmen.

No caso de plasmaférese, a solução de reposição pode variar entre cristalóides, albumina e plasma fresco ou combinações destes, conforme o diagnóstico ou condições clínicas do paciente.

Os procedimentos de aférese são geralmente bem tolerados pelos pacientes, mas podem ocorrer complicações. As mais comuns são perda do acesso venoso ou contaminação do catéter, hipocalcemia e alterações farmacodinânicas. Complicações importantes foram descritas em pacientes graves, mas são raras, como alterações circulatórias, alterações de hemostasia e parada cardíaca.

A Associação Americana de Aféreses, através de um Comitê de Revisão organizou 4 categorias para indicação de hemaféreses:

  • I - A hemaférese é padrão e é aceitável , nesta categoria o procedimento pode ser indicado como tratamento de primeira linha, embora ainda não seja considerado obrigatório.

    Principais doenças relacionadas a este grupo:

    • Síndromes relacionadas ao HIV:
      • polineuropatia
      • hiperviscosidade
      • púrpura trombocitopênica trombótica
    • Leucocitose e trombocitose
    • Púrpura pós-transfusional
    • Anemia falciforme
    • Doença de Refsum
    • Hipercolesterolemia familiar
    • Guillian-Barré- fase inicial
    • Polineuropatia Desmielinizante Idiopática Crônica
    • Miastenia Gravis
  • II - A hemaférese é aceita, no entanto é considerada como tratamento de suporte a outra modalidade de tratamento mais definida , não sendo considerada como de primeira linha ou primário.

    Principais doenças relacionadas a este grupo:

    • Envenenamento
    • Síndrome Hemolítica Urêmica
    • Paraproteinemias (S. Hiperviscosidade)
    • Nefrite Rapidamente Progressiva
    • Pênfigo bolhoso
    • Pênfigo vulgar
    • Doença de Reynaund
    • Lúpus Eritematoso Sistêmico
    • Vasculite Sistêmica
  • III - As evidências atuais são insuficientes para se estabelecer a eficácia da hemaférese ou não foi claramente demonstrado benefício em sua utilização.

    Principais doenças relacionadas a este grupo:

    • Anemia Hemolítica Autoimune
    • Insuficiência Hepática Aguda
    • Esclerose Sistêmica Progressiva
    • Trombocitopenia Imune
    • Refratariedade a Transfusão de Plaquetas
  • IV - As experiências controladas disponíveis não demonstraram eficácia clínica e sua utilização só deve ser indicada através de um protocolo de pesquisa aprovado.

    Principais doenças relacionadas a este grupo:

    • Esclerose Lateral Amiotrófica
    • Dermatomiosite
    • Doença Psicótica Funcional
    • Rejeição em Transplante de Rim
    • Artrite Reumatóide
voltar

Copyright © 2018 Banco de Sangue Paulista - Todos os direitos reservados

Agência DMK - Criação de sites e otimização de sites para sites de busca